Tuesday, January 16, 2007

Natal Espectacular

Foi no natal, sábado dia 25 de Dezembro 2006. Foi na rua da Rádio (RM). Não havia portão de entrada, ou seja foi Mahala. Foi organizado pela Gpro em parceria com a Rádio Cidade. A idéia só pode ter partido de Duas Caras (agora também chamado Cara-a-cara), pois auto-intitulou-se de Pai Natal mais escuro do planeta. Foi fixe, maning fixe. Quando cheguei com dois bradas meus, a cena de já tinha começado ( nós também já tínhamos começado a beber), tava em palco o rapper Rage da Cottoneto Records a interpretar o seu Lutar só se for p´ra vencer com os negros na platéia a abanar as cabeças, mas ainda frios. Rage ‘rappou’ mais um tema e a seguir deu lugar a mais um membro da Cottoneto desta vez a MC Ivete q vestida de branco e descalça, representou como é suposto, batendo também 2 temas começando pelo estrondo Hip Hop Ça va. P´ra mim, das meninas, Ivete é a melhor MC com o micro no momento, com Gina Peppa reformada. A cottoneto continuou a exibir seus soldados ( a tocarem temas da sua compilação Mais Hip Hop p’ro teu ouvido), com o grupo Xitiki Ni Mbaula entrando depois de Ivete. Xitiki Ni Mbaula a Kaya é o tema q todos conhecem e pôs algumas mãos no ar. Este grupo composto por 3 elementos representando o bairro Patrice Lumumba foi o primeiro a sentir algumas dificuldades com os microfones. Já não tôma lembrar qem entrou a seguir, mas desci p’ro centro social da RM p’ra continuar a beber e lá havia uma festa particular com muitos barris de cerveja. Tentamos furar mas não deu, tivemos q pagar o q bebemos. Qem não foi ao show a pensar q só lá estariam ma rap-rap se enganou. Liloca esteve lá, subuiu ao palco com mais duas fofas e uma miudinha e pôs o local ao rubro. Negros tavam a p´cisar de ver um pouco de bunda e Lil deu isso. Doppas também subiu ao palco e cantou o seu sucesso Olhos Sonhadores p´ras poucas meninas q lá estiveram. O rapper Mega Jr. também pegou no micro e bateu os seus novos hits de pista. Por estas alturas já não me recordo qem entrou depois de qem, mas chegaram finalmente aqeles q o a maior parte do público qeria ver: O exército Gpro- Dj djo, Cem Paus, Duas Caras( o filho pródigo), Trêz Agah e o novo produtor da cliq, Proofless.

A Família Gpro interpretou um rapertório exaustivo com temas já conhecidos e alguns novos, todos eles demonstrando muita segurança em palco. Duas interpretou coisas novas e observou que: ‘os niggas não conhecem por isso é q não ‘tão a reagir...’, até q finalmente Djo meteu de volta a casa e os manos gritaram ‘yah, é essa merda...’ Mais uma vez o ‘blema com os microfones atrapalharam um bocado mas o show prosseguiu com grupos como First Class, ELEX e Ace Nells, Trio Fam, ... não sei se apareceu mais alguém eu já tava pife e tinha subir p´ra não perder os últimos chapas de volta ao subúrbio.

Foi simples e bonito, foi documentado (a TVM esteve lá) e espero q mais cenas assim voltem a acontecer ao longo deste 2007. Um aperto de mão aos organizadores pela iniciativa. Tenho q ir...

1 comment:

Madala said...

Ainda bem que o "Anibalzinho do rap game" ta de volta a casa. Assim a GPRO FAM que eh a crew mais bem estabelecida e com creditos firmado tanto a nivel nacional como internacional (sao os unicos que vejo na youtube) mantem a fibra. Precisamos de grupos assim: FORTES